(11) 3207-7618

Perigo: Reforma Trabalhista Projeto de Lei 6787/2016

Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2017

O Brasil ainda convive com flagrantes de trabalho análogo ao de escravo. Nos últimos 20 anos foram resgatados, nessas condições, quase 50 mil trabalhadores, no campo e nas cidades.

O Brasil é, segundo a OIT, o quarto colocado no ranking de acidentes de trabalho com morte (pouco mais de 2.500 mortes, perdendo para as 3.090 mortes na Rússia, 5.764 nos EUA e 14.924 na sempre “paradigmática” China). E, segundo o Ministério do Trabalho, o Brasil produz mais de 700.000 acidentes por ano, fora os acidentes não notificados.

O Brasil convive com discriminação racial e de gênero: o rendimento médio das mulheres negras correspondia, segundo o censo de 2010, a 35% do rendimento médio dos homens brancos; as mulheres negras tinham rendimento médio equivalente a 52% do rendimento médio das mulheres brancas; e as mulheres brancas, renda equivalente a 67% do rendimento médio dos homens brancos (IBGE – censo 2000 a 2010).

O Brasil convive com uma organização sindical em que apenas 17% dos trabalhadores se sindicalizam no Brasil e a metade dos sindicatos registrados jamais celebrou uma negociação coletiva.

Faça download da apresentação completa:

VOLTAR ÀS NEWS