(11) 3207-7618

Trabalhadores da Cedae realizam greve em defesa da empresa pública.

Quinta-feira, 05 de Outubro de 2017

Os trabalhadores da Cedae fizeram uma vitoriosa greve em defesa da empresa pública, estatal e indivisível, no dia de luta pela soberania nacional e contra as privatizações. Respondendo à convocação do Sintsama-RJ, a partir da assembleia da semana passada, cedaeanos de diversas unidades da empresa paralisaram o serviço nesta terça-feira, dia 3 de outubro.

A manifestação começou cedo na porta de diversos setores da companhia, que paralisaram as atividades e partiram para o ato na porta do prédio sede da Cedae, no Centro do Rio, onde receberam o apoio dos metalúrgicos, dos trabalhadores dos Correios, movimento de desempregados, federação de sem-teto e movimento comunitário, ainda com a presença da CTB e do presidente da Fenatema, Chicão, entre outros.

O presidente do Sintsama-RJ, Humberto Lemos, afirmou que “a gente sempre lutou em defesa da Cedae, não vão levar nossa empresa e isso serve também para as outras estatais. Nas ruas barraremos as privatizações, pois esse governo ilegítimo e não tem moral para promover a entrega das empresas públicas, construídas com o suor do povo brasileiro”.

Após o ato, os trabalhadores saíram em caminhada pela Avenida Presidente Vargas, onde receberam o apoio de milhares de pessoas do Movimento de Atingidos por Barragens (MAB), chegando até a Avenida Rio Branco, para o ato em defesa das estatais e contra as privatizações. No ato, trabalhadores da Petrobrás, Eletrobrás, Casa da Moeda e diversas categorias unificaram o grito de guerra contra a entrega do patrimônio público brasileiro.

O ato terminou na Avenida Chile, onde fica a Petrobrás, que neste dia 3 comemora sua data de fundação. No local, o ex-presidente Lula fez um vigoroso discurso em defesa das estatais e contra as privatizações das empresas estratégicas para o país.

 

VOLTAR ÀS NEWS